26.3.09

o elefante


Em 1986, Peter Davies estava de férias no Quénia, depois de se graduar na Northwestern University. Numa caminhada ele cruzou-se com um jovem elefante que estava com uma pata levantada.


O elefante parecia muito stressado, então Peter aproximou-se muito cuidadosamente. Ele ficou de joelhos, examinou a pata do elefante e encontrou um grande pedaço de madeira enfiado.


O mais cuidadosa e gentilmente possível Peter removeu com a sua faca o pedaço de madeira e o elefante cuidadosamente colocou sua pata no chão.


O elefante virou para encarar o homem com grande curiosidade no seu rosto e encarou-o por tensos e longos momentos. Peter ficou congelado pensando que seria pisado. Depois de um certo tempo o elefante fez um barulho bem alto com a sua tromba, virou-se e afastou-se. Peter nunca esqueceu o elefante e tudo o que aconteceu naquele dia.

20 anos depois, Peter estava a passear pelo Zoológico de Chicago com o seu filho adolescente. Quando eles se aproximaram da jaula do elefante, uma das criaturas virou-se e caminhou para um local próximo onde Peter e seu filho Cameron estavam.


O grande elefante encarou Peter e levantou a sua pata do chão e baixou-a, repetindo esse gesto várias vezes, emitindo sons altos enquanto encarava o homem.


Relembrando do encontro em 1986 Peter ficou na dúvida se aquele era o mesmo elefante. Reunindo toda a sua coragem, trepou a grade e entrou na jaula. Ele andou diretacmente até o elefante e encarou-o.


O elefante emitiu outro som alto, enrolou a tromba na perna de Pete e lançou-o contra a parede, matando-o. Provavelmente não era o mesmo elefante.

recebido por email, by rauf

8 comentários:

loirices disse...

bem meh, que dizer surpreendeu-me o final, afinal não é só o gato....

meh disse...

pois, o crocodilo também...:)

vício disse...

deve ter sido uma grande trombada!

Blossom disse...

ahahahaha...já hoje me tinha rido com isto [tb recebi]

muito bom!

freakand disse...

Foi a "trombada" final, ups!.
Isto de um gajo se meter com "alifantes" dá nisto. Há gajos que não sabem estar quietinhos pah!
É que uma coisa é ser na selva, e outra é dentro de uma jaula com montes de people a ver,o elefante não podia arriscar a reputação (palavra linda esta!)!. heheheheh.
Kiss.

Pulha Garcia disse...

A minha teoria é que era o mesmo elefante mas estava num dia mau.

Luis Bento disse...

E... que mau! eu à espera do La fontaine... e sai-me a Mary shelley...mas como se diz por aí... é a vida!

Nenhuma mulher é uma ilha disse...

Opá, fartei-me de rir eheheheh